Alcoa: Meta 1 Milhão de Árvores

Categoria(s): Cases
Data de Publicação: 15/05/2010

Tag(s): ,

Lançado em 1998, este programa mundial foi planejado para incentivar e dar a oportunidade aos funcionários da Alcoa de plantar árvores, individualmente ou em conjunto, durante os próximos 10 anos. Nosso objetivo é dar a cada funcionário da Alcoa a oportunidade e a motivação de pessoalmente plantar pelo menos uma árvore por ano, durante os próximos 10 anos, totalizando assim o plantio de 1.000.000 de árvores em 2008.

Agindo deste modo, afirmamos o comprometimento da Alcoa com o respeito ao meio ambiente e oferecemos às pessoas o papel de participante ativo na promoção deste nosso valor.

Entre os incentivos que o programa oferece estão:

  • Conscientização e educação ambiental
  • Reconhecimento na comunidade e com as entidades de classe
  • Árvores saudáveis e ornamentais para as nossas comunidades
  • Despertar o espírito de voluntariado e promover o envolvimento na comunidade.

A Alcoa Alumínio é referência neste programa, tendo atingido neste ano a marca de 330.000 árvores plantadas nas seguintes dimensões: doação de mudas para funcionários, plantio por funcionários, clientes, fornecedores, visitantes e aposentados nas próprias fábricas, revegetação e paisagismo e plantio na comunidade (escolas e praças públicas).

Inspirados por esta idéia, as fábricas da Alcoa tem desenvolvido diversas parcerias, varias delas apoiadas pelo Instituto Cultural e Filantrópico Alcoa e pela Alcoa Foundation:

  • Projeto Verdes Quintais e Cidade Feliz em Poços de Caldas

Em parceria com a Secretaria de Serviços Urbanos e Secretaria de Ação Social da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas, o projeto está cuidando da arborização de vias e vegetação de quintais no bairro Parque Esperança.

  • Projeto “Crece com tus árboles” em Lima, Peru

Em parceria com a Comisión Nacional del Medio Ambiente foram selecionadas 20 escolas para a construção de um viveiro comunitário com cerca de 300 árvores nativas da região central do país.

  • Patrocínio do livro Manguezal – O Berçário dos Mares, de autoria de Célio Muniz e Eloisa Elena – Itapissuma/ PE

Célio é especialista em ecoturismo e consultor ambiental, e sua parceria com a fábrica de Itapissuma inclui trilhas por manguezais e áreas remanescentes da Mata Atlântica.

  • Projeto Pau-Brasil – Poços de Caldas

Na semana do aniversário dos 500 anos do Descobrimento do Brasil, foram plantadas em vários pontos da cidade, 500 mudas de pau-brasil, numa iniciativa que envolveu 100% das escolas de Poços de Caldas (12.000 alunos de 1 a 8 séries), incluindo um concurso de poesias.

Autor: Assessoria de Imprensa do CEBDS

Reserva Natural Vale do Rio Doce – Linhares

Categoria(s): Cases
Data de Publicação: 15/05/2010

Tag(s): ,

A Companhia Vale do Rio Doce preserva, há mais de 50 anos, a Reserva Natural da Vale do Rio Doce, em Linhares, no Estado do Espírito Santo, uma das maiores áreas remanescentes da Mata Atlântica do Brasil.

Importante centro de pesquisa científica e tecnológica, na Reserva foram desenvolvidos e publicados mais de 800 trabalhos científicos e classificadas 6 novos gêneros e 42 novas espécies botânicas, até então desconhecidas para a ciência.

O banco genético existente na Reserva da Vale e as atividades de preservação e pesquisas realizadas ao longo dos anos são tão importantes que a área foi declarada pela UNESCO, Sítio do Patrimônio Mundial Natural da Costa do Descobrimento.

Mata Fechada Aberta à Visitação

Apesar de ser internacionalmente conhecida, o acesso à Reserva era restrito aos convidados da Vale e pesquisadores. Em dezembro de 2000, após elaborado seu Plano Diretor de Uso, 1% dos 22 mil hectares foi aberto à visitação, sem prejudicar sua principal finalidade: Preservar.

A infra-estrutura das áreas externas foi planejada para o ecoturismo de baixo impacto e abrange:

• exposição permanente mostrando a história e a biodiversidade da Mata Atlântica, assim como os trabalhos desenvolvidos pela CVRD na Reserva;
• trilhas sinalizadas e monitoradas por profissionais qualificados;
• acomodações para hospedagem;
• ampla área de lazer para hóspedes;
• centro de treinamento com auditório, salas
auxiliares e anfiteatro para realização de cursos e outros eventos.

Com um rigoroso controle da capacidade de suporte de público, a Reserva recebeu em 2001, primeiro ano da sua abertura, mais de 4.000 visitantes.

Referência Nacional para a Recuperação da Mata Atlântica

O conhecimento científico adquirido na Reserva gerou a capacidade de reproduzir as espécies nativas da Mata Atlântica. A Reserva Natural da Vale possui um dos maiores viveiros da América Latina, com capacidade para produzir anualmente cerca de 45 milhões de mudas de mais de 800 espécies.

As mudas produzidas em Linhares são utilizadas em diversos projetos, recuperando florestas e áreas de proteção permanentes, como as margens dos rios e as encostas, contribuindo para reverter o processo de extinção que vem ameaçando há anos a Mata Atlântica.

Transformando uma Unidade de Conservação em uma Unidade de Negócio

Ao promover negócios numa área protegida, difundindo conceitos e práticas de proteção e recuperação do ecossistema, promovendo a educação ambiental na região e estimulando pesquisas e novas descobertas científicas a Vale do Rio Doce põe em prática sua Política Ambiental e aplica o conceito empresarial de auto-sustentabilidade econômica à uma Unidade de Conservação.

A Vale está praticando um novo modelo de gestão de áreas protegidas, que poderá ser utilizado em outras unidades no Brasil, desde que observados os mesmos padrões de qualidade e controle fixados no Plano Diretor da Reserva Natural da Vale do Rio Doce.

Em Linhares, a Vale demonstra, numa experiência inovadora e gratificante, que preservar também é um bom negócio.

Autor: Assessoria de Imprensa do CEBDS

Pegada Ecológica – Calculadora

Categoria(s): Impacto Ambiental, Sustentabilidade
Data de Publicação: 13/05/2010

Tag(s): , ,

É certo que nós, como indivíduos, quando pensamos nos assuntos – Recursos Naturais, Impacto Ambiental e Destruição do Planeta – sempre argumentamos que o nosso papel, ou a nossa contribuição para tudo isso é muito pequena se comparada as indústrias e o comércio.

Pois bem, não é exatamente assim que funciona. E para provar que estamos errados, a Global Footprint Network, teve a excelente idéia de criar uma calculadora capaz de medir aproximadamente o impacto ambiental que causamos de acordo com nossos costumes e estilo de vida.

Acesse o link abaixo e confira você mesmo:
Footprint Calculator